Cesar Millan, o ‘encantador de cães’, é processado por maus tratos

Cesar Millan, o apresentador do programa “O encantador de cães”, está sendo processado por crueldade animal depois de um de seus cães morder um porco durante o seu programa, “Cesar 911”. Segundo o ‘TMZ”, funcionários do controle animal de Los Angeles visitaram Cesar em sua casa, em Santa Clarita, depois que eles receberam várias ligações sobre o programa.

Os investigadores não descobriram o estado de saúde do porco porque Millan estava fora da cidade, segundo a rede de TV “KNBC”. Os fãs ficaram furiosos porque Cesar deixou um buldogue francês agressivo, Simon, solto da sua coleira em um quintal cheio de porcos, sabendo que o cão já havia atacado dois porcos. O cachorro ignorou os comandos do adestrador, correu e quase mastigou a orelha do porco até ser interrompido. Cesar Millan tem 24 horas para responder ao inquérito.

O “National Geographic” disse que o apresentador tomou todas as precauções. “O porco que foi beliscado por Simon foi atendido imediatamente após o ataque, se recuperou rapidamente e não mostrou sinais duradouros de angústia”, afirmou o canal num comunicado à “NBC4”. Ainda segundo o “National Geographic”, o cachorro tem melhorado seu comportamento.

Esta não é a primeira vez que Cesar é processado. Ano passado, uma mulher o processou depois que um pit bull treinado por ele a atacou. Já em 2006, ele enfrentou outro processo quando um produtor de TV alegou que seu cão foi ferido depois de ser sufocado por um enforcador e forçado a correr em uma esteira.

Fonte site extra.globo.com | Foto Divulgação
Sugestões petmaniaredacao@gmail.com